24 setembro 2012

O tempo nublado sempre me encantou




A chuva decide dar o ar da graça, graça, algo que aquela telinha de 14'' aos poucos perdeu, as mesmas coisas, as mesmas lamentações e indiretas constantes, momentaneamente percebo que a janela pode me oferecer algo muito mais interessante e menos monótono, louco né? Me apoio em uma pequena parte que ainda não esta molhada a observo, observo a chuva cair, as pessoas correndo e tentando se proteger, é inútil. Em um cantinho da rua, longe do meu campo de visão, observo duas garotinhas brincando, tomando um banho de chuva. Sorrio com a felicidade das garotas e me pego viajando no tempo.

"Sai da chuva Victória" minha mãe gritava a cada vez que o Sol dava lugar ao céu cinza e eu corria pra brincar com a água, de alguma forma o tempo nublado sempre me encantou, e a falta de coerência de a água esta acabando, mas ela insistir em cair do céu, de alguma forma era divertida pra mim. As pequenas coisas eram as melhores, as que eu me lembro com clareza. A natureza, a forma como ela é diferente, sempre me encantou, sempre me fez viajar, entre bonecas ou pequenas plantinhas, eu sempre preferi as sementes, plantar-la e ficar por horas a olhando, esperando uma pequena pontinha verde aparecer, colocar a água e ver-la crescer, precisar de um novo vasinho.

A calma natureza, em contraste com a menina agitada e curiosa. Os porquês eram tantos, não sei como minha mãe me aguentou, "por que a água não cai do Mundo já que o mundo é redondo?" "A gravidade" "É tipo uma tampa?". 

Maior que o desejo de saber tudo, de entender tudo, era o desejo de crescer. Usar um fichário e escrever a caneta pareciam ser as coisas mais legais que a vida ia me proporcionar. Os saltos altos e os batons da minha mãe, muito melhor que qualquer material de pintura e tênis de luzinhas. O tempo passou, e boba que não conseguia se equilibrar em um bicicleta sem as rodinhas de apoio, que chorava pra não passar remédio nos machucados, é hoje a mesma boba, um pouco maior, com algumas responsabilidades, mas a mesma que ama tomar  banho de chuva, que quer conhecer cada vez mais, e que queria que remédios ainda curassem os machucados. 
--------------------------------------------------------------------

Bom meus esse texto faz parte da blogagem coletiva promovida no Depois dos Quinze. E por isso não faz parte da temática do blog, eu curti a ideia, e vai ficar como um dos marcadores aqui, enfim, é isso. O que lembra a infância de vocês?

Beijinhos, Vic

3 comentários:

  1. OMG! Que texto perfeito! Seguiu a blogagem coletiva da Bruna, né? Também achei uma ótima ideia!
    Cara, muitas coisas lembram a minha infância, nem sei te dizer, são tantas... Nem sei por onde começar! Seu texto foi perfeito.
    Já pensei que nem você "Já que o mundo é redondo, porque a água não cai?" - Minha dúvida mortal.
    kkkkk' Adorei!
    Beijos e tem post novo no blog, já viu?
    Batom De Framboesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segui sim, curti muito a ideia. Obrigada amr ^^

      Vou ver lá ;D

      Excluir
  2. Achei muito fofo! Me lembra de quando eu saia na chuva também hahahaha

    ResponderExcluir