21 outubro 2012

Desabafo de uma mãe


Justin Bieber na TV “Ai meu Deus, corre que o Justin ta passando naquele programa de fofocas!!” e lá vem ela, correndo, descendo as escadas feito louca, o cachorro se tornou um obstáculo da corrida, e foi pulado com perfeição. “Onde, onde?” “Você demorou, já acabou. Mas estava mostrando umas fotos dele sem camisa.” E lá vai ela, cabisbaixa subindo degrau por degrau e acariciando a cabeça do cãozinho. Nossa, o stress foi tanto que eu esqueci de me apresentar né?


Meu nome ou idade pouco importam, a única coisa que realmente interessa é que, eu sou mãe de uma Belieber. No começo eu não gostava, o que diabos estava acontecendo com a minha filha? Ela só sabia falar e torrar o meu dinheiro com o tão de Jessy Biber, depois de muitos “É JUSTIN MÃE, JUSTIN BIEBER” por fim eu aprendi a falar o nome do americano loirinho, “ELE É CANADENSE, CANADENSE MÃE” e foi assim por muito tempo, eu não gostava, eu dizia não gostar, por que enquanto estava no trabalho me pegava cantarolando uma das musicas do garoto.

O tempo passou mais um pouco, e lá estava eu, em pé, em uma fila sem fim para o show do Bieber, entre idas e vindas da vida, minha filha e o seu amor platônico me levaram a situação que eu mais criticava, e o pior é que meu coração estava gostando, parece que a tal Bieber Fever tinha me infectado, ou talvez seja por que eu estava vivendo tudo o que não pude viver na minha adolescência.

O menino foi embora, passou mais um tempo e minha filha ainda fala dele, as vezes eu me pego sentada com ela vendo fotos e fotos, ouvindo mil histórias e ela desmentindo rumores, ou justificando as tatuagens, ainda não entendo muito bem por que ela gosta dele, acho que nunca vou entender, apesar de ela me dizer mil vezes que ele é uma inspiração e blá blá. Talvez seja isso, uma inspiração, ou talvez sejam os olhos, o sorriso, cabelo... na verdade não me importa mais, se ele faz ela feliz, eu estou feliz também, e que venha a Believe Tour, seja lá o que for isso.

Hey people, gostaram? Espero que sim... bom deixando claro, não foi uma mãe de verdade que escreveu FUI EU, por isso tem tag nova no blog "Narrativas", vou tentar ser outras pessoas as vezes, se vocês gostarem desse, claro. See u soon!

Beijinhos, Vic

3 comentários:

  1. Olá flor..adorei o blog...e que texto mais lindo...

    sucesso!

    http://www.bipolaridadefeminina.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Cara, que fofa, é sua mãe?

    ResponderExcluir
  3. Ai que lindo! Eu amei, minha mãe deveria ler isso, na moral. Aí ela iria me entender.
    Meus olhos encheram de lágrimas, nem sei porque! Mas foi perfeito! Eu amei, amei mesmo.
    Esse é o futuro meu e da minha mãe, paradas na fila do show para poder ver o loirinho canadense apaixonar várias outras meninas, é. É o futuro.
    Adorei flor!
    Beeijo, Batom De Framboesa.

    ResponderExcluir